domingo, 11 de maio de 2008

Dia das mães, carta para minha filha em coma

Flavia, aos 9 anos e 10 meses.
Flavia,

Você sabe querida, que nunca dei muita importância a comemorações de “dia disso e dia daquilo”, incluindo o Dia das Mães, porque como eu lhe dizia filha, dia das mães são todos os dias, e você com sua voz mimosa de menina sapeca respondia. - Eu sei mamãe, mas olha o que preparei pra você na minha escola; foi minha professora quem me ajudou a fazer, mas o que aí está escrito foi idéia "minha.”. E você frisava o “minha”. Ainda tenho filha, guardados estes tesouros que ganhei de você: - um pano de prato com o desenho de suas mãozinhas pintadas nele, um poema escrito por você e dedicado a mim, uma flor de papel dobrada, tipo origami e depois de desdobrada, a frase que me dizia: - Mamãe, você é a melhor mãe do mundo, e eu te amo! Tenho aqui filha, impressa, tatuada na minha memória sua imagem caminhando em minha direção com os bracinhos abertos, e eu, pronta para o seu abraço, me deliciava com as demonstrações de seu amor por mim. A saudade desse tempo querida, me consome, e enquanto escrevo esta carta que vou ler pra você neste domingo, tenho os olhos cheios dágua. Estou chorando de saudades de você. E hoje esta saudade parece ser maior, se é possível ser, por causa das lembranças que o Dia das Mães sempre me traz.

São 10 anos filha, que vejo você aí parada, alheia a tudo, inconsciente e imóvel enquanto a vida passa e continua em movimento. Tantas coisas você perdeu nestes 10 anos filha, um tempo que não dá mais para recuperar. Resta-me continuar na luta para ver seus direitos respeitados. Tivéssemos uma justiça mais justa, há muito os culpados pelo acidente que a deixou assim, já teriam sido condenados a lhe pagar uma indenização que me permitisse cuidar melhor de você. Fossem os responsáveis pelo acidente que a deixou assim pessoas e empresas menos preocupados com dinheiro e mais com vidas humanas, o estrago que fizeram em sua vida não seria corrigido, mas você teria hoje um pouco mais de qualidade de vida. Mas sabe filha, tenho usado seu blog para alertar as pessoas para o perigo dos ralos de piscinas, e é como se você aí, mesmo em silêncio, me pedisse para fazer isto. E protesto filha, de forma insistente e ininterrupta, protesto contra a lentidão da justiça em fazer valer os seus direitos. Acho que com isto minha Princesa, estou exercendo a nossa cidadania, a minha que além de mãe, sou responsável por você, e a sua cidadania que lhe tiraram o direito de exercer.

Mas olha filha, não quero só falar da tristeza que tem sido conviver com seu estado de coma, seu silêncio, sua imobilidade, com a perda da sua capacidade para a vida, e de me demonstrar o seu amor, da forma que antes você fazia. Não quero falar dos afetos que perdemos, das pessoas queridas que se afastaram, porque sabe Flavia, essas pessoas não fazem isto por mal, se distanciam porque talvez não suportem mais ver o seu sofrimento e não sabendo o que fazer ou dizer, se afastam para ficar longe de suas dores. Aprendi querida, que a dor alheia a longo prazo é insuportável para o ser humano. E além disso, filha, aprendi também que as pessoas ficam em nossas vidas pelo tempo que é necessário que fiquem. E depois podem partir para ficar próximas a outras pessoas que talvez mais do que nós, tenham necessidade da presença delas. Essas pessoas se afastam filha, porque já cumpriram sua missão conosco. Mas a vida é renovação querida e novos amigos nos chegaram através de seu blog. São nossos amigos virtuais Flavia, e são assim chamados porque não estão à nossa frente, não nos tocam fisicamente, mas tocam profundamente a nossa alma, o nosso coração, e com eles podemos rir e chorar de emoção pelo que nos fazem e nos dizem através de seu blog querida, que tem facilitado nosso contato com o mundo.

São muitos nossos novos amigos Flavia, tantos que não vai dar para dizer o nome de todos eles aqui. Mas vou falar daqueles amigos com os quais nosso contato é maior. Tem o António, lá de Portugal que com freqüência lhe envia aquelas lindas mensagens de voz que coloco pra você ouvir. É adorável o nosso amigo António, e Fernanda, uma de suas fisioterapeutas diz que ele tem voz de veludo. E cá entre nós, filha, ele tem mesmo uma voz de veludo. Sei que você gosta de ouvir a voz de António pela expressão de seu rosto que aprendi a interpretar. Na verdade filha, o contato com pessoas sensíveis como nosso amigo António é uma benção e devemos ser gratas à vida por isto.

Outra amiga muito querida é a Isabel Filipe, que fez maravilhas com algumas de suas fotos, e as pessoas se encantam com a beleza das imagens trabalhadas por Isabel. Temos também a amizade de nosso amigo autor do blog Adesenhar, um querido e que é um craque na arte dos desenhos, A Maria Clarinda, sempre com um comentário doce, o Raul, que além do link, divulga seu blog numas letrinhas dançantes, o Beezz, que tem sido muito presente, O David que por um bom tempo me ajudou muito a divulgar seu blog pelo mundo, o Bóris que escreve versos que me fazem rir e chorar. Nuno, o fotógrafo que presenteou você com aquelas fotos lindas da Borboleta Monarca, nascendo. O Nuno disse que o nascimento da borboleta representava a esperança de vê-la sair de seu estado de coma. Claro que chorei de emoção pelo gesto e pelas palavras do Nuno. A Lena Gal que lhe enviou também de presente a serigrafia “Fantasia”, tendo como modelo a filha dela quando menina e que junto com as fotos do Nuno enfeitam seu quarto. A Lídia que está sempre pronta a colaborar, Brancamar, sempre gentil e delicada, Elvira, também uma querida, a Fatyly que embora tenha quase a minha idade já é avó, e as netas a chamam de Bó, acredita filha? E tem também a Rosário, que tem uma neta que se chama Catarina, mas ela chama a neta de Princesa, assim como eu chamo você: Princesa. Estes amigos você sabe Flavia, são todos de Portugal, e estes são só alguns, como eu já disse, pois há muitos outros por lá. A Luci Peter, uma brasileira que mora nos Estados Unidos, também ficou nossa amiga. Tem o Aleksander, da Colômbia, a Campanita da Espanha, a Graciela da Argentina. E aqui no Brasil? Também fizemos novos amigos virtuais por aqui. Por exemplo, a Saramar que escreve bonito demais, a Maristela de Porto Alegre, a Maurette do Rio de Janeiro, a Eliana de Mogi Guaçu, a Ray do Rio de Janeiro e que é mãe do Filipe, um rapaz autista e que é artista, imagine você que lindo, a Leila Jalul que escreve umas crônicas de arrepiar, e como você bem sabe, entre nossos novos amigos, temos até um juiz o Carlos Zamith, lá de Manaus que já dedicou à você uma música do Andrea Bocelli. "Because We Believe" que nós continuamos a ouvir sem nunca nos cansar. O Juiz Carlos Zamith é também um querido. Ah! como seria tão bom se fosse ele a julgar nosso recurso lá em Brasília, filha, pois Carlos Zamith tem o que falta a muitos juizes: Capacidade de se emocionar com o sofrimento alheio, ou seja, ele tem sensibilidade e humanidade. Não posso deixar de lembrá-la da Anelize, de Curitiba, uma menina linda, quase da sua idade, e com uma sensibilidade que me cativou. Você adoraria tê-la como amiga.

Pois é filha, temos muitos amigos conseguidos através de seu blog. Estes que aqui mencionei e muitos outros que mesmo sem deixar comentários, passam por seu blog para saber notícias suas. Você Princesa, reuniu muitas pessoas em torno de sua causa, que por ser justa, nem precisou de sua voz para se fazer ouvir por pessoas que assim como eu, também ficam indignadas com a negligência, a impunidade e o desrespeito aos direitos humanos. E a voz desses amigos têm se juntado à nossa e embora a justiça ainda não nos tenha dado ouvidos, com tantas vozes somadas às nossas, a justiça haverá de nos ouvir, Flavia. O seu silêncio filha, tem ecoado alto e atravessado fronteiras. Esperemos que ele seja ouvido aqui no Brasil – em Brasília e que sem mais demora se faça justiça pra você. Vamos confiar que isto aconteça antes do próximo DIA DAS MÃES.

Um beijo especial de sua mãe neste dia que você tanto gostava de festejar. Receba também um abraço de seu irmão, um filho também muito querido para mim. Amo muito vocês dois.

A todos que lêem o blog de Flavia, o meu muito obrigada e o meu abraço.

Até o próximo post.

53 comentários

Arthurius Maximus disse...

Para você neste dia tão especial, quero desejar que tudo corra bem com seu processo e que possa, finalmente, conseguir o que anseia para flávia. Hoje, escrevi uma pequena homenagem a você em um de meus blogs. Ainda me sinto comovido com a sua força e com a sua coragem. A você Odele meu carinho e meu respeito total.

Escrevi mais ou menos assim:

"...Ela não pede doações, ela não pede caridade, ela não pede nada. Ela apenas dá o que tem de melhor: Amor.

Amor pelos filhos que não são dela e que sequer conhece; amor pelos estranhos que se atiram a cada dia em busca de diversão e podem, devido à negligência ou ao desconhecimento, estar flertando com o perigo. Amor por mostrar a sua luta em busca de justiça; mesmo afundando no marasmo e na lentidão de nosso judiciário leniente e favorável aos poderosos..."

Um beijo nesse seu dia e um beijo na Flavia.

Isabel-F. disse...

Minha querida Odele,

Não pude deixar de me emocionar e lágrimas rolam na minha face ...

neste dia especial ... fica para ti um beijinho bem especial ...

com todo o meu amor e ternura

Leticia disse...

Odele! Emocionte a carta! Que Deus lhe conforte e te dê coragem e empenho para que a justiça seja feita.
Feliz Dia!

peciscas disse...

É difícil ler as tuas palavras sem que a emoção não nos faça os olhos humedecerem.Junto, por isso, as minhas lágrimas às tuas.
Como bem dizes, afinal estes dias serão iguais a todos os outros e eu sei bem que o teu amor pela Flavia, a dádiva da tua vida que permanentemente lhe fazes, não escolhem data nem hora. Mas, nestas ocasiões, as memórias, as cordas mais sensíveis do nosso ser, não deixam de soar de modo mais íntimo.
Mencionas aqui um grupo de amigos, a que me dás a honra de pertencer. Pela parte que me toca, quero dizer-te que o pouco que vos posso dar, é incomparavelmente menor do que aquilo que tu e a tua filha mereceriam. E, com frequência, me assalta um sentimento de impotência e, por que não dizê-lo, de alguma raiva, por não poder contribuir mais e melhor para que tudo aí fosse diferente. Não só no que se refere à saúde da nossa Princesa, como que toca á justiça que tarda de mais em ser feita.
E também te queria dizer que eu "cheguei para ficar". Para mim, nunca haverá "missão cumprida" que não tenha somente os limites da própria existência.
Neste dia especial, em que a saudade aperta um pouco mais forte, fica com o meu apoio, com a minha ternura, com o meu carinho.
Um beijo enorme para a Flavia e outro para ti, Mamãe exemplar e única!

Luci Lacey disse...

Odele

Vc e uma grande alma, excelente mae, Deus te deu a Flavia porque sabia de suas possibilidades de faze-la cumprir o designado.

A vida e um eterno aprendizado e vc nos da uma grande licao de valores e forca.

Nao tive como conter as lagrimas, compartilhando a emocao de suas palavras.

Isto e bom para vc e para nos Odele, desabafe sempre.

Flavia e Odele, Feliz Dia das Maes para vcs.

Beijinhos e estejam sempre com Deus.

RAUL disse...

Já cá tinha estado duas ou três vezes, lia o texto e queria comentar mas não conseguia. Agora vim para comentar e não li o texto de novo, ou correria o risco de mais uma vez não conseguir comentar.
Mesmo assim não tenho palavras para descrever o grande amor nele contido,não só de mãe para filha, mas também da filha para a mãe, pois Odele consegue escrever por Flavia aquilo que ela gostaria de fazer e que é uma homenagem de uma filha a uma mãe que adora.
Como é lindo e triste o seu texto, que consegue arrancar lágrimas mesmo aos mais insensiveis.Um feliz dia da mãe,hoje, amanhã e sempre pois um amor tão grande não cabe num só dia.Bjs

amigona avó e a neta princesa disse...

Cheguei há pouco e fui visitar as minhas amigas brasileiras...já passa da meia noite mas mesmo assim quero abraçar-te com muita força! Obrigada MÃE CORAGEM pelas tuas palavras! Obrigada pela ternura, pelo carinho, pelo AMOR!!! Muitos beijos, MÃE!

anamarta disse...

Odele
Passei hoje por aqui para te deixar um abraço neste dia tão especial, e li a tua carta e chorei, de emoção pelo Amor nela contida, e de impotência pelo pouco que posso fazer para atenuar o vosso sofrimento!
Recebam, tu e FLávia um beijo carinhoso.

Fernanda Cristina disse...

Oi Odele, oi Flá...
Hoje não consegui conter as lágrimas... Sinta-se fortemente abraçada por mim tá?
Muito amor para vocês duas e muita paz!!! FELIZ DIA DAS MÃES
beijos Fernanda

Luiz Fernando disse...

Odele,
cheguei a conhecer o caso de sua querida filha Flávia através de uma notícia divulgada em um site de notícias condominiais. Sou síndico de um condomínio novo, com menos de dois anos e acabo de constatar que o filtro da piscina de nosso condomínio foi instalado de forma incorreta, com um ralo somente embora não tenha sido superdimensionado, o que não isenta do risco de um acidente. Estou entrando em contato com a construtora através de um ofício e interditando o uso da piscina até que o erro seja corrigido. Grato a você por divulgar sua experiência, com certeza esse ato nobre servirá de alerta para muitas pessoas. Desejo a você e a sua filha saúde, paz e amor. Att. Luiz Fernando Garibaldi (varandasdoburiti.blogspot.com)

Paula Raposo disse...

Sem palavras. Emocionada nas tuas...solidária convosco. Muitos beijos.

Rosamaria disse...

Odele

Tu nos emociona sempre. Ontem pensei muito em ti, embora não tenha vindo aqui. Não pude, rezei por todas as mães e Deus sabe o quanto eu queria estar presente com vocês, minhas amigas virtuais.
A Flávia está sempre em minhas orações.
Que Ele continue te dando forças para alcançares teus objetivos, que são de todos nós.
Bjim.

DC disse...

Odele, feliz dia das mães, e mais ainda, que 2008 seja abençoado e você caminhe a passos largos para conseguir a justiça. Estamos todos com você. Bjão, Desirée

Daniela disse...

Odele,

em primeiro lugar feliz Dia das Mães, atrasado, mas não menos sincero.

Como fica difícil comentar após ler seus textos! Pois você nos emociona a ponto de nos fazer engasgar.

Fico imaginando você escrevendo este texto à Flávia, um misto de emoções.....

Acho que não apenas eu, mas todos que por aqui passamos nos sentimos impotentes para ajudá-las com mais efetividade.
Gostaria eu de entender o que ainda falta para que a "grande mídia" dê espaço para o caso de Flávia.
Gostaria eu de entender o que ainda falta para que a Justiça brasileira, julgue o caso de Flávia com mais rapidez.
Gostaria eu de entender o que nós podemos fazer mais para que a voz de Flávia chegue à todas as casas, através dos aparelhos de televisões.

Não sei se você concordaria, mas acho que devemos todos nós enviar e-mail´s coletivamente para as emissoras de televisão.

Não posso precisar se adiantaria, mas alguma satisfação haveriam de nos dar, pois, somos nós lá com nossos aparelhos ligados a lhes dar ibope, e garantir que faturem mais.

Desculpe-me, mas sua indignação é também a minha, a nossa.

A respeito do texto, linda a homenagem que Flávia lhe prestou, sim, acredito que estes textos lhe são enviados por Flávia telepaticamente.
Penso que Flávia fala com você, através de sonhos, telepatias e vibrações.

Você é dos maiores exemplos de mãe de que já ouvi falar. E concordo, quando você diz que o dia das mães são todos.

Você não chora, não lamenta, não esmola.
Você fala, expõe, exige. Mas o faz com o devido DIREITO e com toda a dignidade.

Então à você Odele, todos os dias um FELIZ dia das Mães.
Quero que saiba, que rezo todas as noites por você e Flávia.

Parabéns,
neste dia das mães e por todos os outros dias.

Beijos à família,
Daniela.

Brancamar disse...

Odele,
Li ontem a sua carta que muito me comoveu,já a finalizar o dia, escrevi um comentário que não entrou e depois já não consegui fazer outro, estava já muito a cair de cansaço e nãoo queria escrever uma coisa qualquer.
Espero que tenha sido um bom dia para si dentro das circunstâncias e que Flávia tenha sentido as suas palavras. Você a conhece melhor como mãe, mas eu também acredito que todas as pessoas nas circunstâncias dela sentem o carinho que as rodeia e isso as faz voltar muitas vezes à consciência. Só Deus sabe quanto ela a ouve muitas vezes mesmo não respondendo. Por isso tudo achei as suas palvras muito bonitas e bonito que tivesse uma carta para ler a Flávia.
Um abraço muito grande para si.
O meu post sobre você e Flávia vai continuar no meu sítio toda a semana. A princípio era apenas uma prenda para você no dia da mãe, mas
agora vou tentar acrescentar mais informação para dar a conhecer melhor a situação de Flávia, o problema jurídico e o perigo dos ralos das piscinas quando mal instalados.
Logo volto.
Beijinhos

SILÊNCIO CULPADO disse...

Odele
Leio e confrange-me.
Quero falar mas fico triste.
Há todas essas compensações mas falta tudo: falta devolver à Flávia um mundo cheio de emoções a que não tem acesso.
Nada compensa o ter sido privada desse mndo nem para ti, Odele, existe aquela vida que podia ter sido.
Mas se a justiça se cumprisse poder-se-ia acreditar na humanidade das leis para além dos danos e que é possível lutar para além do impossível. Por isso eu não desisto, me solidarizo e não dou tréguas à esperança.
Temos os oceano de permeio mas eu sinto-as tão perto!...
Um beijo para ti e outro para Flávia

maristela disse...

Odele. Nesta hora ainda mais me revolta o silêncio das revistas, jornais e emissoras de tv, tão preocupadas com emoções baratas ou, noutro extremo, com emoções policialescas. Ou - pior - em fazer o público se comover com historinhas de finais de semana na praça, tudo com finalzinho feliz, editado, com texto meloso, falso.
Tão grave quanto a injustiça e lentidão da justiça, pra mim, é esta falta de sensibilidade das chamadas grandes mídias.

Priscila disse...

ODELE,

O MAIS DIFICIL É SABER QUE ELA NAO IRA SER A MESMA, INDEPENDENTE DA JUSTIÇA, DINHEIRO ALGUM COMPRA A FALA, O ANDAR, AS RISADAS...A INJUSTIÇA ESTÁ EM PENSAR..."PQ, MEU DEUS?"FIZ MINHA FILHA VIR AO MUNDO E UM INCOPETENTE "TIROU" MINHA FILHA DE MIM".PUTZ...É COMPLICADO D+(EM LÁGRIMAS), BEIJO ODELE, FORÇA!

Anelize disse...

Puxa, Odele!
Que post lindo!
Me emocionei demais com a homenagem... Acho que de certa forma, do modo como a vida permite, já sou amiga da Flavia. Amizade tb é querer bem, torcer, orar, ficar feliz pelo outro, vibrar juntos na vitória e dividir as tristezas. Tenho todos esses sentimentos em relação a vocês duas.

Feliz dia das mães! Atrasado, mas de coração. Neste ano em que me tornei um "ser monografante" estou mais ausente da internet, mas continuo aqui, disposta a ajudar da forma que eu puder, seja com ações ou com palavras.

Grande beijo!
Ane.

Anelize disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Odele querida, desta vez você "me fez chorar" . Como gostaria de abraçá-las neste momento!!! Sua dor com certeza é grande, mas o AMOR neste blog de Flavia sempre falará mais alto. Estamos contigo, amiga, mesmo que virtual. Beijos doces à vocês!!! Em nome de todos que por aqui passam, obrigada pelo carinho. Eliana - Mogi Guaçu -SP.

Fatyly disse...

Odele
Estive ausente porque o meu pc estourou, mas ´num "conselho de guerra à luz de uma fogueira de amor" tenho um novo:)

Acredito no que dizes quanto ao afastamento fisico dos amigos, mas penso como tu e não há como guardar mágoas perante a mágoa de, neste dias festivos, sentires ainda mais essa tremenda dor.

Abracei-te(vos) enquanto lia e diz à Flávia que esta "Bó" por vezes é pior que as netas no mundo das brincadeiras e do faz de conta, de tal forma que dei um trambolhão quando a mais velha se agarrou às minhas pernas a fazer de leão. Raio da garota que tem uma força :))))

Irão conseguir receber tudo aquilo que terão direito e até lá reforcemos a roda em torno da Flávia.

Um beijo muito sincero e tenho pena de não ter mais "poder" para poder acabar com esse malvado processo.

Nuno de Sousa disse...

Minha grande amiga Odele, não vou escrever mto, final o que aqui já li demosntra bem o carinho q todas as pessoas têm por ti, pela tua pessoa como mãe sofredora mas guerreira que és e pela nossa doce Flávia que adoramos imenso.
Obrigado pelas tuas palavras e a continuo e continuarei sempre a acreditar q um dia a Flávia possa acordar desse pesadelo, ainda tenho esperança e quero continuar a ter Odele.
Só queria concluir com umas simples palavras é que tu és a melhor mãe do mundo, não me importava nada de ser teu filho.
Admiro-te mto Odele...
Força desse lado e a promessa que fiz mantenho-a nem q seja a última coisa q faça com vida é vos ir ver e estar ai ao vosso lado e dar uma grande bjoca na minha doce Flávia.
Obrigado por existires Odele.

Bjocas enormes e carinhosas deste teu amigo de Portugal,
Nuno de Sousa

aDesenhar disse...

Um beijo do tamanho do Mundo
Odele e Flávia

SILÊNCIO CULPADO disse...

Odele
Vim deixar-te um beijo e outro para Flávia.

Saramar disse...

Odele, emocionada, em lágrimas, li e reli esta "conversa" entre você e Flávia.
Eu, ue já me encantei com sua doação, com seu amor e a lucidez carinhosa do seu cuidar constante, encanto-me todos os dias com sua capacidade de enxergar nos outros, o melhor que têm.
Obrigada, Odele.
Para mim, conhecer você e Flávia foi um desses acontecimentos que enriquecem a vida da gente, tornando-nos mais humanos e abertos para a vida e o amor.

beijos

Bete disse...

Ola Odele
A historia da Flavia emociona e nos leva a refletir essas situações que nos afligem e que a justiça não se faz.
Que Deus continue lhe iluminando para cumprir sua missão.
Sou uma mãe que já perdeu dois filhos (ja te disse isso), e certamente posso avaliar sua dor.
Porque sei que mesmo com sua filha perto de vc, o sofrimento é imenso e parece não ter fim.
Um bj grande em sua filha querida.
Fique com Deus.

Graciela disse...

Odele amiga, no he podido leer toda tu carta, mis ojos están llenos de lágrimas y se nubla la vista.
Los amigos que te acompañamos lo hacemos con mucho amor!!!, tengo mis dos hijas que me pueden decir TE QUIERO MAMI!!!, también enojarse.
Hace tiempo comprendí que los pequeños problemas, como no ir bien en la escuela, enojos, gritos no tienen ninguna importancia en la vida de los seres humanos.
Soy optimista en que un día Flavia vá a despertar, y lo que pasan será solo una anécdota en sus vidas, sería tremendamente feliz si me dijeras "Flavia me habló"!!!.
Mis besos y unos abrazos profundos, desde aquí, ojalá un día podamos conocernos personalmente!!!

Arnaldo Trindade disse...

Odele,
deculpa se venho comentar aqui um pouco atrazado mas venho aui comovido pela beleza desta carta,carta que só poderia ser escrita por uma mãe.

Parabéns pelo teu dia, pela tua luta e por todo o exemplo de mãe que és.

Flavia,beijo de um no minimo conhecido virtual ja que não sei se posso já ser considerado amigo.

Odele, beijo pra tí tbm e espero cumprir logo a promessa de falar sobre o caso do que houve com Flavia e também sobre outros casos parecidos, no meu blog.

quanto a justiça. inflizmente o proverbio que diz que a impunidae ou o ladrão está ao nosso lado e a justiça bem distante de nós, se mostra verdadeiro na maioria das situaçõs.
abraços

Lucia disse...

Odele:
Nunca consegui entender muito bem como ou porquê determinadas situações ou pessoas de repente surgem nas nossas vidas. Foi assim com o seu blog e a sua história.
De repente me vi lendo sua carta e nada, mas nada mesmo, me preparou para o turbilhão de emoções que tomou conta de mim.
É impossivel não se emocionar com o que vc diz e, talvez por ter vivido uma situação semelhante a sua, foi impossivel, também, não me identificar um pouco com suas palavras.
Sei que posso fazer muito pouco por vocês, mas gostaria que soubesse que farei o que está a meu alcance; estou colocando um link do seu blog no meu, para que mais e mais pessoas possam torcer por vocês e lutar junto para que os direitos da Flavia sejam respeitados. E me comprometo, também, a divulgar sua história e sua luta em quantos locais me for possivel fazê-lo.
Um beijo muito carinhoso em você e na Flávia.
Fiquem com Deus

Karen disse...

Olá Odele.
Meu nome é Karen e falo do estado do Espírito Santo/BR.
Desde o início deste ano descobri o Blog de Flávia e a partir daí venho acompanhando os posts que voce faz a ela.

Me emocionei muito com a história de Flávia, e com sua determinação de continuar lutando, mesmo tendo passado dez anos.

Flávia, como voce mesma diz é uma Princesa! Uma Princesa que por algum motivo, muito forte, DEUS quis que ficasse em nosso meio, e tenho certeza que foi para nos ensinar muitas coisas.

Parabéns pela sua força, parabéns por, mesmo com tantos obstáculos fazer Juz ao nome que Deus lhe deu: MÃE!
Parabéns por, ser forte, ou ao menos mostrar-se forte nas horas mais críticas e dolorosas.
Parabéns por existir na vida de Flávia.

À voce, MÃE Odele, desejo seu grito o o de Flávia sejam ouvidos ainda mais longe.
E à Princesa Flávia, deixo um Abraço forte e bem quentinho e um beijo na Testinha!

Flávia é um Anjo e voce é uma Aprendiz de Anjo!

Deus às Abençõe!

Sonia Regly disse...

Que Deus na sua infinita bondade, conforte o seu coração. E que aconteça um Milagre na vida de Flávia, que ela seja curada e livre dessa enfermidade!!!!Tudo de maravilhosos para vcs!!!

Maria Clarinda disse...

Sei que não chego tarde, sei que tu sabes Flávia que estou sempre a teu lado e tu sabes como pois eu sinto a tua presença...na brisa com cheiro a maresia que todos os dias vence a distância fisica que nos separa e te afaga teu rosto...sei...sei...sei, e sei que tu sabes!Isso é o mais importante para mim.
Lindo o post que tua MÃE te dedicou neste dias...sabes as lágrimas e os soluços saem do meu ser, mas acredita é por ver Amor Tão Lindo e Grandioso!!!
Sabes...eu não conheci a minha partiu cedo demais, ela ainda criança (24anos) eu (2 anos)!!!Sei...sei...sei...e sei que tu sabes, sei que tenho por ti um Carinho, uma ternura que vão para além de tudo que possa ser medido.
Um beijo Flávia...um beijo Odele!!!
Amo-vos.

Lucia Miler disse...

Olá Odele, que linda carta. Flávia tem uma mãe maravilhosa e batalhadora. Um beijo, Lucia.

aDesenhar disse...

tenho uma surpresa para a Flávia
lá no meu cantinho.
Junto com a minha amiga M.M. do blog barqueira, que está a ficar cega devido à ineficácia do nosso Sistema de Saúde.
:-)
bjs odele e flávia

elisabete do encanto disse...

Minha linda e corajosa Odele


Você me emocionou profundamente,com suas lindas palavras.Deus te acompanhe e anossa Flávia sempre.

O que puder fazer sempre estarei fazendo por vcs!

Sailor Girl disse...

Odele, estou em estado de choque. Conheci este blogue hoje a partir do blogue do Nuno de Sousa (Portugal).

Já equacionaram denunciar o caso (atraso na Justiça com represcussões trágicas no atraso do tratamento da vítima) ao Tribunal Internacional de Justiça ou Corte Internacional de Justiça?

Não sei se é possível, mas nada melhor do que perguntarem ao vosso advogado.

Um abraço e... CORAGEM!

Sailor Girl disse...

O Brasil aderiu a algum Tribunal de Defesa dos Direitos Humanos (do género «Tribunal Europeu dos Direitos do Homem», ao qual infelizmente o Brasil não pode aderir)??

Sailor Girl disse...

Já equacionaram fazer queixa ao Presidente do Brasil, ao Presidente do Senado e chamar as televisões???

- dai. disse...

Linda sua carta Odele.
E peço desculpas por estar ausente daqui, mas é que estou muito sem tempo.
Provas e trabalhos da faculdade e muito serviço por aqui.
Mas sou uma daquelas pessoas que mesmo sem comentar estou passando sempre aqui no blog da Flávia, pra ver como está a sua Princesa.

Boa sexta feira para você, para Flávia e toda sua família.

Auréola Branca disse...

Odele, você é uma mulher guerreira, escolhida para cuidar por amor.

E, por isso, vim dar-te um presente que a espera em meu blog. Acredito que não temos como tirar a dor da injustiça, mas quero que receba com alegria esse meu carinho.

Desejo muito que vc seja feliz, minha querida. Você é o exemplo de força.

Abraços pra ti e Flavia.

Anelize disse...

Passo aqui para deixar muitos beijos e um ótimo feriado para vcs!

Beijo grande!
Anelize

A. João Soares disse...

Cara Odele

ATENÇÃO. O VÂNDALO VOLTA A ATACAR
Há entre nós um bloguista desonesto, criminoso, que, além do anonimato, usa variados nomes fictícios e, o que é muito mais grave, está a falsificar as nossas identidades. Já colocou comentários em meu nome, em que o link ia direito à minha ficha.
A ua actuação foi tão inconveniente que o bloguista Beezzblogger colocou em A Voz do Povo o post
Vergonhoso e eu coloquei em Do Miradouro o post Um alerta Importante.
A sua actividade pérfida de indivíduo sofrendo de dupla personalidade, serenou chegando ao ponto de começar uma operação de charme, usando sempre do anonimato, por vezes com nomes fictícios.
Mas já voltou de novo a atacar pessoas de quem parecia ser amigo, embrulhando-as num grupo que, segundo a sua fobia, considera comunistas.
Convém tomar precauções contra as suas investidas, por ser capaz de usar os truques mais nojentos.
Como tenho activada a moderação de comentários, recuso aquilo que me pareça suspeito e, desde já peço desculpa se eliminar algo bem intencionado de algum visitante anónimo. Para evitar erros desse género, peço que assinem os comentários anónimos com uma identificação que eu reconheça.

Cumprimentos
A. João Soares

João Mattar disse...

Linda mensagem, Odele.
Parabéns (atrasado) pelo dia das mães e por tudo o que você e a Flávia são: um exemplo de luta e de amor para todos!
João Mattar

elsa nyny disse...

Olá Odele e Flávia!
Enterneceu-me imenso esta carta, passo por cá muitas vezes...em silêncio...leio...e oro pela Flávia e por ti Odele para que Deus te dê sempre toda essa força e coragem para seguir adiante!!

Beijinhos para vocês

Valdivina disse...

Minha querida, será q sua filha está ouvindo? Pq tem casos q a pessoa não se mexe mas ouve, só não conseguem reagir.
O q os médicos dizem?
Que bom que vc sempre diz que a ama, faz bem a ela e sei que de alguma forma ela ta ouvindo...
Que Deus te conforte, dê forças para continuar lutando por ela.
Dá um beijo na Flávia por mim e por nossas famílias que estão torcendo por vcs!
Fiquem com Deus!

Ingrid disse...

Flávia, uma menina que não a conheço, mas dá pra sentir, como ela é legal, como ela é meiga!

Odele, eu mandei um comentário no seu post de 30 de julho, veja lá tudo o que escrevi, teve um que repetiu sem querer, mas sem contar com o repetido, deixei 3, dois deles estão torcendo por Flávia, junto nessa luta com você!

E é verdade sim que as pessoas em coma escutam! Contei pra você no post de 30 de julho a história sobre isso, porque meu tio ficou em coma também!

Beijão para você e Flávia de Ingrid Vital e família!

erika verginelli photography disse...

querida Odele, nem sei como cheguei aqui mas com certeza foi por algum motivo e nao coincidencia. Acabei de ser mae, tenho uma filha de apenas 5 meses e assim como vc, tb a chama de princesa. Me emocionei demais com a sua historia e com a da Flavia, me emocionei muito...eh dificil mensurar a sua dor mas so de tentar imaginar, me doi muito. Forca pra vcs duas e vou rezar muito para que o q chamamos de justica finalmente aconteca. Feliz Dia das Maes, atrasado claro, mas como vc mesma disse, dia das maes eh todos os dias. Beijos carinhosos, Erika

Viviane Righi disse...

Querida Odele,

Estou profundamente emocionada com toda essa história de dor e de luta.

Que Deus continue confortando esta família...

Abraços e muita força pra vocês...

Ricardo disse...

Oi minha querida Odele. Meu nome é Ricardo, eu vou tentar pegar um pouco de força sua pra poder escrever pra vc, me desculpa, rs.. Há um ano papai do céu levou meu querido irmão depois de muitas lutas, força de minha mãe e de toda minha família. Meu irmão era Cadete da Aeronáutica e num dia de retorno para Academia da Força Aérea, em pirassununga ele capotou com o carro de um amigo dele. Estava no carro ele e um amigo, ele adormeceu ao volante. Ele foi retirado do carro e encaminhado ao Hospital da Aeronáutica no Rio. Ele estava com a 5° vértebra lesionada, eu estava na Escoala de Sargentos do Exército quando isso aconteceu, soube quando cheguei de férias. A minha mãe me poupou desse fato. O meu irmão foi operado e ficou tetraplégico. Depois de tempos no Hospital, aproximadamente 8 meses ele seguiu pra Brasília para tentar um tratamento conseguido por um comandante que tinha um carinho enorme pelo meu irmão. Bom, eu não quero de maneira nenhuma está fazendo alguma comparação, eu digo isso pelo fato de ter um carinho enorme pela sua filha, e por vc. Eu não conheço a Sr, mais vivi uma situação em minha família, em minha vida e sei que essa força e esse amor é divino, é lindo, assim como teve minha mãe. Meu irmão retornou depois de três ou quatro meses, não me recordo, com uma aparência melhor. Vivia conosco, brincava, ria, não nos deixava triste com sua situação. Um dia em casa ele sentiu uma dificuldade para respirar, para falar e sem sabermos o que era meu pai levou-o para o Hospital. Eu levei um suco de laranja pra ele, quando ele ja estava dentro do carro indo pro Hospital, quando me olhou e agradeceu rindo pra mim, foi a última palavra, olhada que tive do meu irmão. Ele foi operado as pressas e infelizmente não foi bem sussedida. Ele entrou em coma e depois de aproximadamente 80 dias teve alta e quando subiu para o quarto no quarto dia subiu pra junto de Deus, nos braços da minha mãe. Dna Odele, eu peço infinatas desculpas por tudo que falei, por tudo que escrevi, mais quero que saiba que Flávia e a Sr, assim como minha mãe e meu pai, que tanto sofreram, estão tatuados no meu coração, tamanha a força, dedicação e amor para com seu próximo. Eu agradeço a Deus e peço perdão por alguma coisa, pela força e por poder está escrevendo pra Sr. Fique com Deus sempre, não sabemos porque, para que, mais somente Ele sabe de todas as coisas. Tenha sempre Fé e que Deus abençoe sempre a Sr e a sua Princesa linda, que com certeza se orgulha demais dessa mãe que ela tem. Fica com Deus, acredita e Ele, em nome de Jesus fará a Sua Obra.

caminada disse...

Senhora Odele, não conhecia o caso de Flávia, de sua luta e de seu amor por ela. Li na Época e fiquei emocionada.
Sinceramente, não sei o que dizer. Se tivesse meios lhe enviaria música clássica. Porque acredito na poesia da arte para tocar o coração das pessoas, não importa em que mundo elas tenham se refugiado.
Fiquei chocada com a menções à eutanásia; não por motivos religiosos ou éticos, mas pela intromissão em seu direito de amar e de expressar esse amor do seu jeito.
Como acredito na arte, acredito no amor, no seu amor. Esse amor mobiliza as pessoas. Como eu.
Tudo que posso, no momento, é lhes mandar meu afeto e minha esperança na chance de Flávia retornar.
Não recebi a confirmação de meu e-mail, mas envio-lhe por aqui:
caminada@oi.com.br
Meu site está à sua disposição:
www.elianacaminada.net.
Eliana

LADJANE E WILSONS disse...

OI ODELE! SOU MÃE COMO VC A 3ANOS E TIVE PROVAÇÕES QUE PENSEI NA EPOCA NÃO SUPORTAR,MAIS DEUS NA SUA IMENSA SABEDORIA,SABIA QUE NO FINAL TUDO IA DAR CERTO,COMO DEU.É PRECISO TER MUITA FÉ E ENTREGAR NA MÃO DELE,NEM IMAGINO COMO DEVE SER DIFICIL PRA VC,MAIS SE TE CONFORTA SABER UM DIA VC ESTARA COM SUA FILHA NUMA CONDIÇÃO BEM DIFETE,ACREDITE NISSO,É IMPOSSIVEL NÃO SE EMOCIONAR COM ESSA HISTORIA.PARABENS PELA SUA FORÇA E FÉ. DEUS AS ABEÇOE .

Neon disse...

Odele,

Força e coragem para continuar essa luta!incansável,não desista!!!

Deus faz a justiça divina, mas nós temos que fazer a nossa parte, ou seja,procurar responsabilizar os culpados por essa tragédia e essa dor pelo qual vc está passando a tantos anos.

Tenho certeza que vc e a Flávia vão vencer essa batalha!

Related Posts with Thumbnails