Este blog, criado em janeiro de 2007, é dedicado à minha filha Flavia e sua luta pela vida. Flavia vive em coma vigil desde que, em 06 de janeiro de 1998, aos 10 anos de idade, teve seus cabelos sugados pelo sistema de sucção da piscina do prédio onde morávamos em Moema - São Paulo. O objetivo deste blog é alertar para o perigo existente nos ralos de piscinas e ser um meio de luta constante e incansável por uma Lei Federal a fim de tornar mais seguras as piscinas do Brasil.

Sucção do ralo da piscina causa morte de menina de sete anos em Santa Catarina

- 17 de julho de 2017


Uma menina de sete anos, morreu neste domingo dia 16/07, quando ficou presa pelos cabelos aos sistema de sucção do ralo da piscina de um hotel em Camboriú, Santa Catarina.

"A Polícia Civil investiga a morte de uma menina de sete anos na piscina de um hotel em Balneário Camboriú, no Litoral Norte catarinense, no domingo (16). O cabelo de Rachel Rodrigues Novaes Soares ficou preso no ralo. O local não possuía sistema de segurança para desativar a sucção...

......

O afogamento aconteceu na piscina infantil de 60 centímetros de profundidade.
O cabelo da menina ficou preso na entrada de aspiração do filtro da piscina, que fica na área de lazer do Sanfelice Hotel, no Centro da cidade.

Rachel estava na cidade com a mãe. A família, de Guarujá (SP), passaria férias na cidade catarinense.

.....Segundo a Polícia Civil, o responsável pelo hotel pode responder por homicídio culposo, pois não havia o sistema de sucção previsto em lei.

.......
Testemunhas contaram aos bombeiros que a menina ficou debaixo d'água por cerca de seis minutos, do momento em que o cabelo ficou preso até a chegada de outros hóspedes que conseguiram resgatá-la.
Um guarda vidas civil que passava pelo local tentou fazer a reanimação, mas Rachel teve parada cardiorespiratória e não resistiu....."

Leia o texto completo neste link do G1

Se a piscina onde Rachel se afogou e morreu tivesse o sistema anti aprisionamento  instalado, certamente ela não teria sofrido esse acidente que lhe custou a vida. E por favor, não culpem os pais. Quem não deixaria uma criança de sete anos nadar em um piscina de apenas 60 centímetros de profundidade?!

É tão triste ver que crianças continuam morrendo por falta de segurança nas piscinas do Brasil, sem que esse assunto seja levado a sério. Promessas são feitas, o tempo passa e as tragédias se repetem. Até quando senhores?!


Meu nome não é Odete, como algumas pessoas escrevem nos comentários, é Odele, com L e não com T.
Obrigada.

4 comentários

  1. Seu empenho é brilhante!
    Conheço a sua história e já a acompanho há um bom tempo.
    A cada novo drama corro aqui para acompanhar as suas atualizações paralelamente aos noticiários.
    Infelizmente lutar por uma causa neste país em que vivemos é como ouvir o eco de nossas próprias vozes.
    Mas eu sei que vc já conseguiu alcançar algum progresso.
    Obrigado por fazer de sua dor um propósito, que favorece a todos nós!
    Elaine

    ResponderExcluir
  2. Como é possível morrer uma criança em 60 cm de água? Só porque há incúria e impunidade. Agora investiga-se, mas isso já não devolve a vida perdida. Tem é de se atuar antes. Prevenir para não ter de se remediar.

    ResponderExcluir
  3. Subscrevo inteiramente os dois comentários acima...e a incúria continua mas não devemos desistir de denunciar casos tão infelizes como este...como o teu...para acabar com tamanho flagelo.

    Beijos minha amiga e mil em Flavia

    ResponderExcluir
  4. Gostaria de entender melhor esses leis fo nosso pais. Se essa obrigatoriedade de instalação desse sistema q evita a succao dos cabelos fosse uma obrigatoriedade do corpo de bombeiros, falo sem conhecimento, pode ser que seja e eu não sei. Mas me veio isso porque moro em um prédio de 28 andares que precisa ter um número X de extintores e na ultima reuniao a sindica disse q teriamos q gastar para comprar e instslar a qtd correta de extintores pq se não seriamos multados pelo corpo de bombeiros, por isso pergunto se fosse uma exigência do corpo de bombeiros nao seria mais fácil incluir essa obrigatoriedade? Tipo lutar para ser um item de vistoria do Corpo de Bombeiros? Tb gostaria de obter mais informações a respeito desse sistema pq acredito q aqui no prédio onde moro não tem, e se existe algum calculo para definir a potencia da bomba x tamanho da piscina pq li em algum lugar que se a bomba ftiver uma pitemcia muito maior do que necessário com certeza o risco será maior.

    ResponderExcluir

Related Posts with Thumbnails